Como é ter cachorro em apartamento?

22 de mar de 2017

 Antes de eu decidir ter a Lili, pesquisei muito sobre a raça (algo que eu considero de extrema importância antes de você inventar de comprar ou adotar), eu li sobre os pontos bons e ruins daquela determinada raça, no caso a dela é Pug.
 Como eu moro em apartamento, queria um cachorro que fosse próprio para esse ambiente, pois assim eu não me preocuparia no quesito adaptação, foram por esses motivos que eu não adotei, até porque precisa ser de pequeno porte e para fazer isso eu precisaria morar numa casa com quintal.
 Além do tamanho, outra coisa que me preocupava era o comportamento/temperamento do cão, essa raça (pug) eles são muito calmos, quase não latem e são muito sedentários também. Então quanto a isso não tive problema algum, nunca recebi nenhuma reclamação de barulho, nem quando ela era um filhotinho, pelo contrário, ela é muito querida pelo pessoal aqui (ainda bem).
 Decidi compartilhar com vocês, os pontos que eu considero positivos e negativos em ter um cãozinho no apartamento, e claro, nenhum deles é um absurdo, mas é algo que você precisa pensar bem antes de decidir ter um, porque convenhamos, não dá de desistir depois, eles não merecem uma coisa dessas.

 Pontos negativos:
  • Pouco espaço - Por mais que ela seja sedentária, eu vejo a necessidade de ter mais espaço para ela explorar, se divertir... E por mais que nós saímos toda semana com ela, não é a mesma coisa;
  • Cheiro exala rapidamente - Meu apartamento é pequeno (não TANTO mas é) e por mais que nós estamos sempre limpando o cantinho dela e ela inclusive, o cheiro fica, então tem que estar sempre limpando e arrumando um meio de manter o ambiente dela aromatizado (se alguém tem algumas dicas de produtos bons, eu aceito indicações);
 Pontos positivos:
  • Ela se conserva mais limpa diariamente - É um fator bom por não termos quintal.
  • Mais segurança - Quando não dá de levar ela em certos lugares, sem duvidas eu saio muito mais tranquila de casa em saber que ela está lá, sã e salva sem correr perigo (inclusive roubo);
Esses foram os principais que eu achei interessante de compartilhar, é óbvio que influencia muita coisa, vai de raça pra raça, lugar, enfim.. Como eu disse, é muito importante você pesquisar muito bem sobre a raça antes de adquirir um bichinho, não é um bicho de sete cabeças, só tem que ter paciência e dedicação que tudo sai bem. Eu espero que tenham gostado do post, beijos e até!

2 comentários:

  1. Leti, as postagens estão dando erro aqui. A imagem fica em cima das primeiras linhas do post, então não dá para ler tudo.

    Beijos,
    Última postagemBlog Gaby DahmerFanpage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, já arrumei...
      Desculpa o transtorno, é que eu estava mudando o layout do blog e tive que editar muitos posts por conta disso, espero que agora esteja tudo certinho.
      Obrigada por avisar, beijos!

      Excluir