Série - The Last Kingdom

14 de jul de 2017
 Sinopse: Ambientada em 872, quando muitos dos Reinados que hoje fazem parte da Inglaterra caíram nas mãos dos Vikings, o reinado de Wessex ficou sob o comando de Alfred, o Grande. Em uma mistura de heroísmo, política, religião, coragem, amor, lealdade, e a eterna busca por identidade, a série mistura figuras reais que fazem parte da História com eventos e personagens fictícios.
  Minha Opinião
 Eu comecei a assistir para suprir minha abstinência de Game of Thrones e Vikings, graças a indicação do pessoal dos grupos lá do Facebook que são fãs também da série. Óbvio que elas sempre serão fodonas e as minhas favoritas (sem duvidas), no começo essa estava meio "Sei lá" mas foi me conquistando e no ultimo episódio, me ganhou.
 Ela possuí apenas 8 episódio, pouquíssimos, mas cada um deles possuí cerca de 1 hora e pouquinho, tanto que no primeiro episódio quando eu tava assistindo, lá pra perto de acabar, me deu um bug e eu fui checar em qual episódio eu já tava porque eu pensava que já estava no 2° ou 3° e ainda tava no primeiro. Tem algumas coisas que não me agradaram mas deixarei para contar no final desse post pois provavelmente terá spoilers (mas calma que eu aviso antes).


Personagens - Elenco
 A série te deixa bem confuso a respeito de: Ao mesmo tempo que você odeia um certo personagem, você acaba gostando dele pouco depois e assim inversamente também, até que mais para o final as coisas começam a fazer sentido, e você entende melhor (pelo menos foi o que aconteceu comigo), mas até foi bom porque aí eu acabei não me apegando a nenhum personagem (com excessão de Earl Ragnar) desse eu me simpatizei desde o inicio e apesar dele ser um FDP no começo, depois eu acabei me simpatizando, devido as circunstancias ele mostrou ser uma pessoa gente boa, a propósito eu gostei MUITO da relação de Earl e Uhtred, achei bem bacana esse laço familiar que os dois formaram apesar de não serem da mesma família.
 A Brida eu esperava mais dela, em relação digamos a outra série Vikings que aborda também sobre esse povo (se formos comparar uma com a outra nesse assunto) as mulheres tem mais destaques por lá, elas são mais guerreiras, fodonas (como na história mesmo diz) e por mais que a Brida não seja uma Viking de sangue (e nenhuma Lagertha na vida), ela foi criada como tal, então eu esperava mais um "close" na hora das lutas mesmo, e também mais personagens mulheres nas batalhas, porque parece que só existia ela de mulher naquela redondeza. Aproveitando que estou falando nesse assunto de mulheres Vikings guerreiras, é óbvio que não eram todas mas achei a irmã de Ragnar (a ruivinha que eu não sei o nome e a propósito não encontrei nem ela como parte do elenco no google) muito "delicadinha e indefesa" não condiz com a criação, sei lá, não encaixou isso...
 Eu gostei de Aethelwold (eita nomezinho complicado de se escrever), apesar do cara ser um idiota, fdp e peso morto, ele é engraçado e mais esperto do que se imagina (consegue esconder bem, tanto que tem uma cena que ele prova isso), já o King Alfred apesar de ser inteligente e muito importante na série, eu não consegui me simpatizar com o personagem, e acho que é por conta do ator mesmo que eu não gostei para o papel, eu me arrenego com aquela cara de sonso e "baita religioso" que engana a si mesmo nesse.
 Já ia me esquecendo de uma personagem MUITO FODA que eu achei que ia ser só mais uma figurante aleatória mas que arrasou e principalmente: roubou a cena no ultimo episódio, estou falando da Hild a freira mais vida loka que arrasou, lutou incrivelmente e mostrou que não era só mais uma por ali, em poucos episódios ela fez muito mais que muitos personagens que estavam a mais tempo por ali, e eu espero muito que na próxima temporada ela continue e se destaque ainda mais.
 Finalmente chegamos no Uhtred, que é o personagem principal dessa bagaça, um baita FDP, confesso que em alguns momentos da vontade de chacoalhar aquela criatura para ele parar de ser tão idiota, a começar pela Brida e PRINCIPALMENTE com a Mildrith, eu não sei que o que a coitada da guria fez de tão grave para ele ser tão cachorro com ela, puta que pariu, mas ele dificulta as vezes umas coisas nada a ver e aí eu me arrenego. Mas ta bom, a gente perdoa porque ele é um cara foda, no ultimo episódio ele também me deixou chocada, a reação dele depois de um acontecimento (que se vocês assistiram ou vão assistir vocês vão ficar sem palavras também, assim como eu), tem uma personagem que fez parte também disso tudo, a Rainha Iseult mas eu não gostei dela então não vi necessidade de falar nessa criatura.


Cenário + Trilha Sonora
 Foi uma das coisas que eu achei que eles mandaram muito bem, e bom, eu sei que é chato comparar as séries até porque cada uma possuí suas devidas qualidades mas olhando para o lugar onde se passa a série, as belezas naturais, a série Vikings se supera e a trilha sonora é mais fodona, incluindo a abertura também que é perfeita, vamos combinar né? Mas eu achei bem legal as roupas, eles capricharam muito nos detalhes, os lugares onde se passa, percebe-se que tudo foi bem pensado e bem elaborado.

O que eu mais gostei da série
 Sem duvidas foram as batalhas, em especial a ultima da primeira temporada, até agora em todas as séries que eu assisti, nenhuma deu uma atenção especial nessas cenas, eu sei que todas as comparações que eu fiz até agora sobre The Last Kingdom, as outras foram enaltecidas mas dessa vez devo admitir que nisso eles se superaram MESMO, nisso eles merecem aplausos. 
 Para começar eu adorei a estratégia e os detalhes das cenas envolvendo aquela sangreira toda que TODA cena de guerra tem que ter e precisa ser mostrada detalhadamente, porque poxa, vamos combinar, a série é sobre isso, conquistas, porradaria, estratégias e tal, toda ela gira em torno disso, GUERRAS, quando chega a bendita cena, não tem que ter pressa de acabar não, é pra caprichar mesmo. Que nem em Vikings mesmo, nessa ultima temporada que teve por exemplo (se não estou enganada) a cena foi cortada, tipo, não mostrou nada... E pra fechar com chave de ouro, a cena que Uhtred se emputece no ultimo episódio na primeira temporada, foi de mais!

O que não me agradou (SPOILER)
 Achei BEM desnecessário o que Uhtred fez com a Mildrith, a coitada não merecia tudo aquilo e principalmente em uma determinada cena que ele meio que "despreza" o filho simplesmente porque foi batizado (mesmo ele sendo apenas um bebê, ou seja, não pediu para ser batizado e nem para ter vindo ao mundo), foi muita cuzisse da parte de Uhtred, ATÉ PORQUE... No inicio da série ele conta para o (velho) "sogro ou pai" do Earl Ragnar que o pai dele não gostava dele, e isso deu de sentir que ele ficava mal com aquilo, e poxa, cresce e fica pior, pqp né...
 Por fim a enrolação com King Alfred, uma hora eles se odeiam, aí ele fica uma bixa revoltada, sai correndo pra tirar satisfação, é condenado pra morte, aí não morre porque é poupado, ou seja, uma putaria que só. Depois se ajudam, se reaproximam de uma forma que não tem muito nexo e deu... Tipo, como assim meu???
 Essas coisas me deixaram de cara, mas não da de negar que a série é boa e acredito que ainda tem muita coisa legal para acontecer que vai fazer com que a série melhore muito mais. Bom, eu acabei de descobrir que já tem a 2° temporada (tinha assistido a primeira temporada na Netflix e achei que havia só aquela, mas não, a Netflix precisa se atualizar, o que não é nenhuma novidade por sinal né), e eu já havia feito toda a resenha da série kkk então eu vou lá continuar a minha maratona, mas bom, vocês já devem ter tirado uma base, eu achei que ficou bem completinha, recomendo vocês a assistirem, e vou lá continuar para ver no que vai dar... Espero que tenham gostado, beijos e até!

2 comentários:

  1. Gosto muito de filmes e séries deste estilo. Faz dias que vejo essa série no catálogo da Netflix e ando curiosa para assistir, porém não tive coragem ainda. Acho que darei uma chance logo após terminar de assistir os filmes que estão na minha lista.

    Beijos,
    Blog Gaby DahmerFanpage

    ResponderExcluir